“A fama me corrompeu”, diz atacante Jô sobre período antes de se converter

Imagem relacionada

O jogador conta que sua esposa, que havia se convertido, passou a interceder por sua vida.

O atacante Jô, famoso por sua atuação no Corinthians e por sua passagem na Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2004, testemunhou sobre uma fase delicada que passou. Antes de conhecer a Cristo, ele chegou a abusar do álcool e traía sua esposa com outras mulheres.

“Eu venho de uma família humilde. Meu pai minha mãe sempre trabalhando muito para colocar a comida em casa. Eu e meu irmão tínhamos o sonho de sermos jogador de futebol e meu pai sempre buscou isso junto com a gente. Depois, por uma infelicidade da vida, o meu irmão faleceu e interrompeu o sonho dele de ser jogador. Então ele me deu uma força maior para cumprir o que a gente conversava”, disse ele.

Sua esposa, Claudia Santos, foi a “culpada” pela libertação de Jô. Ela passou ainterceder por sua vida todos os dias. Quando eles se casaram, não eram cristãos. “Foi no mundo que eu conheci o meu esposo, sem ter direção de Deus. Eu só tinha 22 anos e ele só tinha 18”, explicou Claudia. “A minha carreira estava iniciando quando eu fui jogar na Rússia. Era muito novo, ganhava um salário muito bom para os jovem de 17 anos”, explicou Jô.

Claudia esclarece: “Quando ele se casou comigo, ele se tornou uma outra pessoa. Ele bebia, ele traía e me enganava muito. Isso fez com que eu tivesse muita raiva dentro de mim”, disse ela. Jô confessa que foi comprado pelo momento. “A fama me corrompeu para que eu usasse álcool. Vivi uma vida totalmente sem direção eu achava que era dono do mundo e acabava fazendo as coisas. Aí veio o desrespeito, saia e não tinha hora para voltar, meus pais se preocupavam também. Eu não queria escutar ninguém”, disse Jô que passou a tentar preencher seu vazio com bebidas e mulheres.

Apesar de ter alcançado um grande feito em 2013, sendo artilheiro da Libertadores e entrando para a Copa do Mundo em 2014, sua vida não ia tão bem. “As brigas continuavam dentro de casa e eu passei um ano sem fazer gol. Como atacante eu achava que tudo isso era uma fase, que ia passar, mas isso não foi acontecendo. Foi aí que deu um estalo”, disse ele.

Ele se questionava, na época: “O que que eu tô fazendo com a minha vida? Ela está indo para o buraco. O lugar onde eu fui artilheiro hoje jornalistas estão falando mal de mim, os jogadores viram as costas para mim. Estou a um ano sem fazer gol estava”, comentou ele que na época estava separado da esposa.

Claudia diz que recebeu ajuda de pastores para se fortalecer. “Eles falavam: ‘Primeiro busque a Deus e as demais coisas vão ser acrescentadas’, mas eu não colocava meu marido para mim como as demais coisas, meu marido era meu marido. Eu tinha essa ignorância espiritual muito grande”. Claudia diz que quase separou de Jô. Ainda sobre sua líder espiritual, disse: “Ela falou: ‘Deus vai trazer seu marido transformado, porque quando a sua entrega for para Deus, Deus vai te dar o seu marido’. Lembro como se fosse hoje. Eu voltei com meu coração completamente rasgado para Deus’”.

FONTE: GUIAME

Sobre o autor

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: