LIÇÕES PARA OS GRUPOS FAMILIARES

OUTUBRO DE 2017 – 500 ANOS DA REFORMA  PROTESTANTE

Imagem relacionada

  1. Série Tempo de Reforma e Reavivamento

     Nesta Série de lições para os grupos pequenos abordaremos o Tema: “Tempo de Reforma e Reavivamento”.

    A intenção é trabalharmos nos grupos sobre a Reforma e Reavivamento. Para juntos aprendermos, crescermos e declararmos, que é Tempo de Reforma e Reavivamento! De modo que a igreja (ou que a nossa igreja nesta geração precisa…) em nossa geração precisa urgente de uma reforma e um Reavivamento.

    Às vezes os homens pensam nas duas palavras – Reforma e Reavivamento – como se estivessem em contraste uma com a outra, mas isto é um erro. Ambas as palavras são relacionadas à palavra restaurar. Reforma refere-se a uma restauração à doutrina pura; Reavivamento refere-se a uma restauração na vida do cristão.

    Reforma fala de um retorno aos ensinos da Bíblia; Reavivamento fala de uma vida levada à sua relação apropriada com o Espírito Santo.

    Os grandes momentos da História da igreja vieram quando estas duas restaurações entraram simultaneamente em ação, de forma que a igreja voltou à doutrina pura e a vida dos cristãos na igreja conheceu o poder do Espírito Santo.

    Não pode haver Reavivamento verdadeiro a menos que tenha havido reforma; e a reforma não é completa sem Reavivamento. Portanto, sejamos cristãos que busquem a realidade da reforma e do Reavivamento, de forma que este mundo pobre e sombrio que vivemos, possa ter um exemplo de uma igreja envolvida tanto na doutrina pura quanto na vida cheia do Espírito Santo.

    Assim, queremos ter como propósito buscar a verdadeira reforma espiritual pelo poder do Espírito, mediante oração e estudo da Bíblia.

    E que cada irmão tenha iniciativa de promover o Reavivamento e Reforma corretamente em sua família, igreja, trabalho, escola, lazer, etc. Pois, Reavivamento é uma restauração na vida do cristão. Não é uma busca pelo extraordinário que não foi e nem será revelado, mas pelo conhecimento de Deus em Sua revelação, é ter um viver santo e piedoso, pregar todo o conselho de Deus, ter uma adoração bíblica.

    Para você acessar as lições: click na lição para acessar o conteúdo:

    REFORMA E REAVIVAMENTO – Lição 1

    REFORMA E REAVIVAMENTO – Lição 2

    REFORMA E REAVIVAMENTO – LIÇÃO 3

    REFORMA E AVIVAMENTO –  Lição 4

    REFORMA E REAVIVAMENTO – Lição 5

    REFORMA E REAVIVAMENTO – Lição 6

    Série Compromisso ou Envolvimento

    SÉRIE: COMPROMISSO OU ENVOLVIMENTO?
    Você está envolvido ou comprometido?

    Conta-se, há muito tempo, que numa determinada fazenda, certo dia, os animais resolveram fazer uma festa para o fazendeiro...
    Após algumas horas de discussão, resolveram finalmente, que começariam os preparativos da festa pela escolha do cardápio, ...

    Introdução:

    Entendemos que compromisso é provavelmente o comportamento mais importante para o verdadeiro cristão.  No entanto, compromisso, infelizmente, não é uma palavra popular nos dias de hoje. Pois, vivemos numa sociedade descartável. Se não queremos o bebê, abortamos; se não queremos o cônjuge, nos divorciamos; e se não queremos o vovô, praticamos a eutanásia. E na atualidade com muita tristeza verificamos que muitos cristãos querem ter esta alternativa.  Se não querem mais carregar a cruz de Cristo, colocam-na de lado. E assim, se contentam em praticar um falso evangelho. De forma, implícita ou explicita estão contra a obra do Senhor. Pois, dizem que creem em Deus, mas vivem como se ele não existisse. Uma religiosidade sem compromisso, vida, testemunho… Porque não falar sem Deus. Olha só o que Deus faz com aqueles que são cristãos nominais, Apocalipse 3.16. Comumente notamos no meio evangélico atual, que muitos querem estar envolvidos, mas poucos querem estar comprometidos. Entendemos que há uma grande diferença entre os dois. A próxima vez que vocês forem comer ovos com bacon lembre-se disto: a galinha estava envolvida, mas o porco estava comprometido. Então, iremos ver nesta série, vários estudos que nos ajudarão a nos comprometer mais com o nosso Salvador e Senhor Jesus Cristo, para sermos cristãos mais ousados e usados por Ele. Visando sempre a afirmação paulina em Filipenses 1.12: “Quero ainda, irmãos, cientificar-vos de que as coisas que me aconteceram têm, antes, contribuído para o progresso do evangelho”.
    Para você acessar as lições: click no estudo para acessar o conteúdo:

    Série Compromisso ou Envolvimento – Estudo 01

    Série Compromisso ou Envolvimento – Estudo 02

    Série Compromisso ou Envolvimento – Estudo 03

    Série Compromisso ou Envolvimento – Estudo 04

    Série Compromisso ou envolvimento – Estudo 05

    Série Ídolos do Coração

    Um dos grandes enganos que podemos cometer é pensar idolatria é algo distante de nós cristãos, como se fosse apenas coisa de pagão, religioso, gente que não conhece o Deus verdadeiro e a legítima mensagem do Evangelho. Acusamos as pessoas de se prostrarem ou adorarem a uma imagem. Quando olhamos para as Escrituras, esse jeito de pensar cair por terra. Elas desenvolvem o tema da idolatria também para a dimensão interna.  A idolatria é o problema tratado com mais frequência nas Escrituras e com certeza a razão é servir de alerta para nós também!Se pudéssemos destacar um pecado principal do qual a Bíblia mais fala sem dúvida a resposta seria o pecado da Idolatria. Não a idolatria no meio dos pagãos, mas no meio do povo de Deus.

    Resultado de imagem para idolos do coração

    CAMINHOS DA RESTAURAÇÃO

    Esta série de estudos tem o objetivo geral fazer uma analogia da reconstrução dos muros de Jerusalém com a restauração e cura que Deus deseja fazer na nossa vida. Disponha-se nas mãos do Senhor  INTRODUÇÃO GERAL: A nação de Israel havia se afastado de Deus e se voltado para a idolatria. Depois de inúmeras advertências dos profetas, a cidade de Jerusalém foi invadida e destruída e o povo, levado cativo para a Babilônia. O cativeiro durou 70 anos, como fora profetizado por Jeremias. No ano de 538 A.C., Ciro, rei da Pérsia, permitiu que o povo regressasse e iniciasse a reconstrução do templo. O livro de Esdras trata da reconstrução do templo; o de Neemias, da reconstrução dos muros e portas da cidade. Nesses livros, as palavras mais comuns são: edificar, reedificar e restaurar.

    Resultado de imagem para CAMINHOS DA RESTAURAÇÃO

    Para você acessar as lições: click no estudo para acessar o conteúdo:

    Série Grupos Pequenos – Neemias 1

    Série Grupos Pequenos – Neemias 2

    Série Grupos Pequenos – Neemias 3

    Série Grupos Pequenos – Neemias 4

    Série Grupos Pequenos – Neemias 5

    Série Grupos Pequenos – Neemias 6

        Série Grupos Pequenos – Neemias 7

 

MATERIAL DE APOIO

Para você ter acesso ao material de apoio  click no assunto para acessar o conteúdo.

APOSTILA INTRODUÇÃO AO VELHO TESTAMENTO
APOSTILA DO ANTIGO TESTAMENTO

 APOSTILA DO  NOVO TESTAMENTO

OS PRÉ-REFORMADORES

REFORMA PROTESTANTE PANORAMA GERAL

BREVE HISTÓRIA DA REFORMA PROTESTANTE

REFORMA PROTESTANTE PRINCIPAIS GRUPOS

SLIDES SOBRE A REFORMA

REFORMA PROTESTANTE

OS PRINCIPAIS REFORMADORES

HISTÓRIA DA IGREJA I

HISTÓRIA DA IGREJA II

APOSTILA DE HISTÓRIA DA IGREJA II

%d blogueiros gostam disto: